Ao ser utilizado desde a antiguidade, o azulejo, que era visto como um simples revestimento para paredes e chão, é na atualidade, uma excelente solução de decoração, capaz de criar ambientes modernos, sofisticados e criativos. Tradicionalmente mais utilizado em cozinhas e casas de banho, o azulejo tem vindo a ganhar cada vez mais preponderância, já que a sua aplicabilidade e funcionalidade foi expandida a outros espaços da casa. Para estar melhor preparado, deixamos aqui 4 dicas para ter em conta no momento da compra de forma a prevenir futuras situações desagradáveis

A saber ☺ o termo azulejo é utilizado para materiais a colocar na parede, são revestimentos. E o termo mosaico é utilizado para materiais a colocar no chão, são pavimentos.

 

 

Cor e Calibre dos azulejos e mosaicos!

 

Apesar do avanço tecnológico que vivemos atualmente, os azulejos e mosaicos continuam a ser fabricados com uma mistura constituída por matérias-primas naturais, como por exemplo a argila. Esta mistura é moldada para que passe por um processo térmico, de modo a cozer. Uma vez que na mistura são utilizadas matérias-primas naturais, cada lote de cerâmica é único, estando sempre associado a um número de lote.

A cor/tonalidade e o calibre dos azulejos e mosaicos são dois fatores que deve ter em conta no momento da compra.

Essencialmente a matéria-prima, mas também tempo de cozimento, exposição ao frio, ao calor e a humidade são fatores que influenciam a cor/tonalidade do lote da cerâmica. Assim, existirão sempre diferenças entre cerâmicas de lotes diferentes, já que cada mistura é única. Surge, então, a dificuldade acrescida de encontrar duas peças iguais, que não sejam do mesmo lote.

Por outro lado, sendo os calibres, intervalos de formato que o fabricante define para organizar os ladrilhos de um mesmo lote, podem têm algumas diferenças em medições reais, em milímetros.

 

Compre azulejos e mosaicos extra!

 

Quando adquirir azulejos e mosaicos compre sempre mais 10-15% do que o que necessita. Seguir este conselho é importante por vários motivos.

Primeiramente, devido ao desperdício durante a instalação, derivado do corte e adaptação do azulejo ao tamanho da instalação e do espaço.

Em segundo, porque ao longo do tempo pode existir desgaste ou surgir a necessidade de realizar alguma obra, como por exemplo, mudar a canalização. Se tiver azulejos ou mosaicos de reserva, pode utiliza-los de modo a que não se note a substituição já que são do mesmo lote. Assim, está a prevenir-se ou de uma situação mais dispendiosa, que será alterar toda a cerâmica daquele espaço. Ou, de utilizar azulejos de outro lote, com cor/tonalidades diferentes, o que tornará muito visível as diferenças no seu espaço.

 

Resistência do mosaico!

 

Conhecer a resistência de um azulejo e/ou mosaico vai ajudá-lo a tomar a melhor decisão.

A resistência ao desgaste é capacidade que material tem ao desgaste superficial e mede-se através da escala PEI. Esta escala mede com 5 graus, o desgaste dos esmaltes que cobrem a cerâmica. O grau 1, é o menos resistente, sendo isso indicado para revestimento de paredes. O grau e o grau 5, é o mais resistente, sendo indicado para locais com muito tráfego.

A resistência ao risco é a capacidade que o material tem ao risco da sua superfície, medida na escala MOHS.

Os materiais com superfícies mais duras e resistentes aos riscos são classificadas em grau 10 e as mais suaves em grau 1. Deve ter em atenção que existem diferentes tipos de resistência, e deve adequa-las ao espaço e ao tráfego que vai ser sujeito. Essas diferenças devem ser respeitadas para não ter surpresas desagradáveis. Conforme a sua resistência encontramos azulejos mais indicados para revestimento de paredes e outros mais indicados para pavimentar o seu o chão.

 

Grau de deslizamento do mosaico!

 

Estão disponíveis no mercado, cerâmicas anti-deslizantes para dar mais segurança em espaços com humidade e/ou água. Conheça, os diferentes graus de deslizamento que a cerâmica pode ter, estão dividido em três níveis.

O mosaico de deslizamento de nível suave é na sua essência adequado apenas para interiores, tais como casas de banho e cozinha, sendo o mais fácil de limpar.

O nível médio pode ser utilizado, tanto em exteriores como em interiores, dependendo da quantidade de tráfego a que vai estar sujeito e do tipo de sujidade que vai acumular.

O nível mais forte (anti deslizamento) tem uma rugosidade que o torna muito difícil deslizar, o que o faz com que seja adequado para espaços exteriores. É indicado, por exemplo, para colocar à volta da piscina.